ouvido humano

Muitas vezes se ouve dizer que as mulheres falam demais… Mas não tem problema. Porque o ouvido masculino (seletivo) escuta somente o que interessa. Preste atenção: O que a mulher diz: - Esse lugar está uma bagunça, amor! Você e eu precisamos limpar isto. Suas coisas estão jogadas no chão e você vai ficar sem roupas pra usar se não lavá-las agora mesmo. O que o homem escuta: blah, blah, blah, blah, AMOR, blah, blah, blah, blah, VOCÊ E EU, blah, blah, blah, blah, NO CHÃO, blah, blah, blah, blah, SEM ROUPAS, blah, blah, blah, blah, AGORA MESMO. (Carlos Drummond de Andrade)

terça-feira, 12 de abril de 2011

O hábito faz mesmo o monge?

         Ate que ponto sabemos de nos mesmos ou o quanto pequenas coisas, bobagens do dia-a-dia consideramos importantes? você lembra se abotoa a camisa começando pelos botões de baixo ou de cima? veste a calça botando 1° o pé esquerdo ou direito? e o sapato, qual vai 1°? essas e outras indagações, que na verdade nem ligamos e muito menos damos atenção, fazem parte do que consideramos atitudes banais, em certos aspectos agimos como uma maquina programada para fazer isso todos os dias, rotina? não, apenas gostamos de ser talvez conservadores? certinhos? dificilmente mudamos certos hábitos, tentem um dia mudar algo que você faça sempre, verá como encontrara alguma dificuldade, nos acostumamos a seguir aquele caminho, ir na mesma  condução, comprimentar as mesmas pessoas, já que só andamos na mesma rua, que tal um dia mudar de caminho, acordar mais cedo, chegar mais tarde, tentar outro lugar para almoçar, ficar descalço em casa, tentar aprender a tocar algum instrumento, praticar esportes, criar um blog, ligar para aquele amigo(a) que não ver mais? não posso afirmar com certeza, tenho a impressão que o ser humano é um animal acomodado, ele só reage quando se sente ameaçado por um animal de sua própria expecie, ai ele se transforma num lobo, um predador, um assassino, depois que passa a ameaça, voltamos a ser aquele homem-robô,  temos tantos defeitos e virtudes, somos falsos e sinceros, o jeito de como vivemos e tratamos nossos semelhantes é que faz toda diferença. Um pequeno exemplo esta no livro; O Colecionador, de John Fowles, pois trata das varias facetas do ser humano, boas ou não!!!!!!!!!!!

Um comentário:

Blog da Lully disse...

Mt bom seu blog, obrigada pela visita.
Bjsss.