ouvido humano

Muitas vezes se ouve dizer que as mulheres falam demais… Mas não tem problema. Porque o ouvido masculino (seletivo) escuta somente o que interessa. Preste atenção: O que a mulher diz: - Esse lugar está uma bagunça, amor! Você e eu precisamos limpar isto. Suas coisas estão jogadas no chão e você vai ficar sem roupas pra usar se não lavá-las agora mesmo. O que o homem escuta: blah, blah, blah, blah, AMOR, blah, blah, blah, blah, VOCÊ E EU, blah, blah, blah, blah, NO CHÃO, blah, blah, blah, blah, SEM ROUPAS, blah, blah, blah, blah, AGORA MESMO. (Carlos Drummond de Andrade)

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Direito de Viver ou Não?

         Reconheço que é um assunto polémico, quando uma situação não nos atinge diretamente, temos varias teorias de como lidaríamos com ela, nisso somos génios, sim, estou me referindo ao famigerado e famoso sr. aborto, é um tema que mexe com toda uma sociedade, pois engloba questões politicas, religiosas, de saúde, financeiras e acima de tudo ética, a muito tempo que as mulheres tem varias maneiras de evitar uma gravidez, se nenhum desses métodos funcionar, ainda resta a doação, mas por que a cada dia cresce o numero de abortos clandestinos, fetos sendo enterrados no fundo do quintal ou jogados no lixo, o que leva um ser humano a fazer isso? não estou aqui para julgar ninguém, como também tem o outro lado da moeda, qual mulher depois de ser estuprada, humilhada, queria ter um filho do seu algoz? e o que dizer de um feto que os médicos dizem que não tem nenhuma chance de sobreviver? questões como essa deveriam ser mais discutidas por todos nos e não deixar só na mao dos políticos, que se aproveitam de uma ferida aberta e só pensam em se eleger, depois de passada as eleições, empurram o problema pra debaixo do tapete, analisando com e sem emoção o que temos: gravidez indejesada, aumento da população, crianças com a saúde debilitada, o governo dando esmolas para as mulheres engravidarem, quando o certo seria investir em uma politica de educação e saúde na base de tudo, que é a família, a igreja tem sua parcela de culpa também, com seus dogmas ultrapassados, como ser contra o uso da camisinha e outros meios, quando uma fiel a procura para dizer que esta gravida, ela a despreza e manda procurar um hospital, aja hipocrisia, acho que no fim, cada caso é um caso e que não devemos lavar as mãos pra coisas tão importantes nessa vida, pois estamos falando de vidas e viver é bom demais, mesmo com o mundo doente e sangrando, não devemos mais ficar em cima do muro, devemos gritar, exigir que essa e outras questões complicadas sejam discutidas, esclarecidas e acima de tudo; resolvidas!!!!!!!!

2 comentários:

웃Lucineia Silva 웃 disse...

Amigo belo texto. Lindas reflexões.

Sabe, sou a favor da vida acima de tudo. Sou contra o assistencialismo e tal. Mas a vida tem que prevalecer sempre.
No Brasil e no mundo, há muitas pessoas que tem condições e nao tem filhos, aí uma excelente saída! O país poderia investir sim em melhorar a forma de melhorar o processo de adoção. Isso é uma boa!


Abraços

Nara disse...

Muito oportuno seu texto, pois nos faz refletir sobre um assunto que está em pauta. Por ser época eleitoral, os xiitas de plantão estão fazendo uma baixaria nessa campanha, visando ganhar votos e depois esse assunto vai pra debaixo do tapete. Há falta de informação,falta de valores, falta de ética pelos profissionais envolvidos, enfim todo mundo sabe que ocorre, todo mundo mete o pau em quem faz, mas e ações e programas por parte do governo? Interessante sua colocação em relação a postura da igreja. Já passou da hora da igreja cair na real e parar com um discurso falso moralista e abrir seus cofres, que devem estar cheio de ouro e praticar o Cristianismo na sua essência, sem julgamentos, antigos dogmas. Eu particularmente sou contra o aborto, mas o problema existe e não podemos nos virar de costas como se não tivemos nada a ver com isso. Como disse o Gonzaguinha "Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é"...